Tuesday, April 10, 2007

" O CARÁCTER DA DERIVAÇÃO "




















" Sai daí!... "

- Para quem falas?
Para mim, ou para aquele?...

Um pouco mais de algum silêncio no tempo...













- QUEM FALOU?...
FUI EU,
OU FOSTE TU QUE SONHASTE
?...

" Não! Não falei!...
Sonhava apenas... "
















- JÁ SEI!...

" O que foi? "


- O que ouço é para mim!...



















" O que ouviste? "

- O que ouvi?...
Que é muito vago dizer-
se
Que vim do ventre da minha mãe...



















Por isso aquele silêncio
Se iluminou como um es
tilhaço!...














" E o que concluiste? "


- A HUMANIDADE NUNCA SAIRÁ DE SI!...















" A coisa é circular?... "

- ESPIRAL
É a cobra com o rabo quase na boca...



















" Quase!? "


- QUASE!...

" É tudo quase? "

- QUASE TUDO...




















" E depois?... "

- Depois?...

Depois, entendo que a minha mãe

Confirmou a minha permanência

No sangue dos meus antepassados...




















" O que quer isso dizer? "

- EXISTI SEMPRE!...














Por isso não creio na morte...


" Isso é um exagero! "

- Não, poeta!...
Existiremos sempre na humanidade,

Resta saberes como...



















" Então, como? "


- A resposta está na transcendência...
E sei que estas associações
Levam a um eu Universal,

Fragmentado em cada cabeça humana.















" Transcendência? "

- Transcendência!...
Sem ela,
Jamais essa «coisa Homem »

Dominaria o instinto...



















Processo longo, sem limite no querer.

" O Homem...sempre o Homem... "










- Quando falo dele, ou de sua realidade,

Há toda uma tendência inconsciente
De o colocar para cá da matéria,

Sem condição animal

De espécie alguma.















Na verdade, esse ser histórico

EXTRAI-SE DAÍ

De sua própria experiência.


" Qual é a base da ascensão do homem? "

- O pensamento.



















" E qual a base do pensamento? "


- A experiência, em grande parte.

Por tendência natural

Ele descobriu-o...

E reflectindo sobre ele e sobre si,

Encontraria mais tarde

O significado de comunidade...














Concluindo em seguida,
Que a palavra comum

Equivalia a um só eu,

Na medida em que a comunidade

Dispersa ainda pela força das circunstâ
ncias,
TENDE















Por uma associação de idéias sup
eriores,
A aproximar-se do comum:

Cuja palavra,

Em termos já expostos,

Explica a existência dum único eu Universal.


" Esse eu Universal,
É já uma realidade? "


- Desde sempre!...
















Mas para melhor entenderes,

Ultrapassarei um certo número de conceitos

E preconceitos!...

Deste modo, poder-se-á sub-entender

Que este EU, está por enquanto

No mais profundo silêncio...
















UM DIA LIBERTAR-SE-Á!...


" De tudo isto que me contas,
Nada se passará ao acaso

Perante o carácter da
derivação? "

- Poeta!

Mete na cabeça de uma vez
por todas!...
O ACASO:














É a causa indeterminada,

Que alguns preferem como:











SUBSTITUIÇÃO DE CAUSA ABSOLUTA!...


" Eles não crêem nisso!... "




















- Mas lá no fundo,

ELES SABEM...















Em face disso,

O EU RETRAIR-SE-Á




















Diminuindo-se... e para cá disso,

Tens a resposta em ti...

Tu próprio disseste:














DERIVAÇÃO!...


( Um tema: " JESUS' LAST BALLAD "-

- Bill Evans/Toots Thielemans- do album: AFFINITY )


Bom-fim-semana!

Pain-Killer

6 comments:

naturalissima said...
This comment has been removed by the author.
naturalissima said...

Este é um dos poucos espaços em que podemos livremente quebrar limites e preconceitos.
Leva-nos a viajar para dentro do Homem - Humano - Humanidade, ser complexo num Universo muito próprio, belo e assustador.
O medo surge na ignorância de não perceber este grandioso LUGAR, a sua existência e o seu objectivo.
Sempre que o Homem encontra uma repsosta, confranta-se com mais dúvidas, mais questões... e isso é que o leva à sua própria complexidade, evoluindo desta forma no sentido intelectual e espiritual.
Aparentemente complicado e dificil de lá chegarmos, isto é de uma simplicidade, desde que acreditemos na nossa essência, na nossa evolução e no amor.
O que nos matêm VIVOS, SONHADORES, CRIADORES, HUMANOS, é a existência da CURIOSIDADE, a saudade que se tem do Futuro (tal como dizia e sentia o meu querido pai).

Miguelamorsómeu
só tenho de dizer khanimambo por estes momentos que dedicas a todos nós... sem dúvida que nos tocas com as palavras, com o teu sentir, com o teu pensamento, com o teu amor, de forma mais bela e universal, levando-nos ao conhecimento de nós mesmos.

Um beijo cheio de amor
tuasempreDaniela

Rocha de Sousa said...

Caro Miguel
Eu já aprendi uma parte do seu segredo como poeta onírico e bloguista, mas hoje acho que devo
tomar como minhas as palavras da Daniela (faço minhas as palavras dela)
E não é pouco
Rocha de Sousa

naturalissima said...

Depois de um magnífico fim de semana juntos,... já tenho saudades tuas amor meu.

Um peixinho dos nossos
Continuo apaixonada por ti...
Aguardo mais posts teus.

Danielasempretua

≈♥ Nadir ♥≈ said...

Passei para ver as novidades... Desculpa-me o facto de não te comentar como devia. Abate-se sobre o corpo e a alma o cansaço esta semana .A falta de tempo também nao ajuda, no entanto tento sempre visitar os amigos da blogosfera que me acarinham e visitam. Beijinhos

naturalissima said...

Adorei o teu comenta´rio Migeulsómeu...amo-te muito.
Também tou cheia de saudades tuas...
até já
Danielaamorsóteu