Thursday, October 06, 2005

" LIVRE COMO UM SONHO "




Imaginei um lago sem margens.
Imaginei-o com árvores e flores,
Onde os frutos e as rosas atrevidas
Se banhavam todo o dia.

Ao surgir a noite
Pequenos cristais flutuavam
No murmúrio das águas...
E o luar deixava-se cair
Sobre a cidade sem mágoas.

E o amor?
Era livre.
Livre como um sonho
Ou como a rua sem gente...







Era um vulto sem raíz
Ou sem razões...
De onde as últimas aves
Traziam novas canções.






Pain-Killer

3 comments:

Talk Talk said...

Mais um bonito texto e muito bem ilustrado.
Um abraço.

copa-rota said...

"Thanks for the nice words,Talk!"

Bom-fim-semana!

1Abraço!

Orfeu said...

"E o amor?
Era livre.
Livre como um sonho"...e sua beleza de perfeição.
Muito bem escrito